Copa do Mundo de 1990: A Copa na Itália

By | 28/04/2018

Oportunidades em Educação Física

Apostila Educação Física Concursos
Cursos Online na Área de Educação Física


Introdução: Copa do Mundo de 1990

Farsa chilena ainda nas eliminatórias e poucos gols durante o torneio. Assim foi realizada a Copa do Mundo de 1990, que evitou que as seleções favoritas caíssem no mesmo grupo. Mas isso não foi o suficiente para a conquista do sonhado tetracampeonato brasileiro.

Itália: Sede da Copa de poucos gols

Realizada na Itália, a Copa de 90 foi a primeira a ter o direcionamento no sorteio dos grupos. Dessa forma, evitava que equipes favoritas ficassem na mesma chave logo na primeira fase.

Dois países se despediram após esse Mundial por questões territoriais e políticas: Tchecoslováquia, que seria desmembrada, e União Soviética. Ainda, foi a última competição da Alemanha Ocidental, que iria se unir à parte Oriental em 1992, virando um único time.

Foi a partir da Copa do Mundo de 90 que a FIFA determinou, pelas regras, que o gol contra iniciado pelo chute de ataque seria atribuído ao atacante (e não ao jogador azarado). Aliás, nesse ano o torneio foi considerado um pouco “parado”, com média de 2,2 gols por partida – a menor já registrada.

Chile punido durante as eliminatórias da Copa de 1990

A equipe chilena não se classificou para a Copa de 90, foi punida pela FIFA e ainda impedida de participar da edição seguinte do Mundial. Tudo isso por causa de uma simulação do goleiro Rojas, durante as eliminatórias, em jogo decisivo contra o Brasil.

No episódio, Rojas fingiu ter sido atingido por um rojão que foi disparado no campo do Maracanã. Seus companheiros apoiaram a mentira e chegaram a sair do campo. O objetivo era fazer com que o Brasil fosse punido e o Chile garantisse a vaga na classificação. Contudo, a farsa foi descoberta e Rojas banido do futebol.

Saiba mais como foi essa história:

⇒ Melhore sua forma física em 17 dias!

Seleção Brasileira em 1990

A Copa do Mundo de 90 foi uma das piores para a seleção brasileira, mesmo com toda a empolgação da torcida embalada pelo tema musical “Papa Essa Brasil”. Jogadores que não estavam em um bom momento foram convocados, inclusive Romário, que ainda se recuperava de uma cirurgia.

O técnico Lazaroni tentou inovar com uma tática mais defensiva para o Brasil, mas não deu certo. O time conseguiu vencer a Suécia, Costa Rica e Escócia. Entretanto, havia muita discórdia e disputa por “estrelato” entre os jogadores titulares. Isso atrapalhou a concentração do time, que acabou perdendo para a arquirrival Argentina nas oitavas de final.

A eliminação precoce mostraria que o Brasil precisava de muito mais organização e preparado geral para conseguir o tetracampeonato, ainda que tivesse um elenco talentoso.

Final da Copa do Mundo de 1990

Comandada por um dos maiores jogadores de todos os tempos, Franz Beckenbauer, a Alemanha chegou à final da Copa do Mundo de 1990 em grande estilo. Com uma campanha impecável, disputou contra a Argentina de Maradona o cobiçado troféu da Copa 90.

Argentina estava com o atacante Claudio Caniggia suspenso, assim como outros jogadores importantes. Ainda assim, tinha Maradona, mas o jogador foi muito bem marcado pela defesa alemã e não se destacou na partida.

Aos 39′ do segundo tempo, o jogador argentino Sensini comete um pênalti e deixa para o lateral Brehme a honra do gol decisivo do título mundial para a Alemanha. Após perder a final nas duas edições anteriores do Mundial (1982 e 1986), a Alemanha era finalmente tricampeã do mundo.

Série Copas do Mundo

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

FIFA. 1990 FIFA World Cup Italy. Disponível em: <http://www.fifa.com/worldcup/archive/italy1990/index.html>. Acesso em: 17/04/2018

  • 34
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − nove =