Pular para o conteúdo

Características da Ginástica para Todos

Características da Ginástica para Todos
COMPARTILHE!

Conheça as características da Ginástica para Todos, entendendo o que é a Ginástica para Todos, seus objetivos e alguns exemplos de exercícios de Ginástica para Todos.

As Características da Ginástica para Todos

São características da Ginástica para Todos:

  • Ludicidade;
  • Lazer;
  • Diversidade;
  • Criatividade;
  • Liberdade de expressão;
  • Interação social;
  • Coletividade com respeito a individualidade;
  • Utilização opcional de aparelhos;
  • Possibilidade de utilização de materiais alternativos;
  • Compartilhamento de aprendizagem;
  • Não competitividade.

“Essa é uma modalidade bastante abrangente que, fundamentada nas atividades ginásticas como (Gin. Artística, Gin. Rítmica, Gin. Acrobática, Gin. Aeróbica e Gin. de Trampolim), valendo-se também de vários tipos de manifestações, tais como: danças, expressões folclóricas e jogos, expressos através de atividades livres e criativas, objetiva promover o lazer saudável, proporcionando bem estar físico, psíquico e social aos praticantes, favorecendo a performance coletiva, respeitando as individualidades, em busca da auto-superação pessoal, sem qualquer tipo de limitação para a sua pratica, seja quando às possibilidades de execução, sexo ou idade, ou ainda quanto à utilização de elementos materiais, musicais e coreográficos, havendo a preocupação de apresentar neste contexto, aspectos da cultura nacional, sempre sem fins competitivos.”

O que é Ginástica para Todos?

A Ginástica para Todos é a ginástica geral, a ginástica não competitiva, voltada para o lazer, visando o prazer pela prática, estimulando a criatividade e a liberdade de expressão corporal. A Ginástica para Todos tem relação com o componente lúdico da cultura corporal.

A Ginástica para Todos é a única ginástica não competitiva que tem um comitê na FIG (Federação Internacional de Ginástica).

A FIG promove o evento chamado de “Gymnaestrada Mundial”, que consiste no mais importante festival internacional da modalidade, o qual reúne vários países, de quatro em quatro anos, para realizarem apresentações, trocar informações sobre os trabalhos de cada um e discutir a “Ginástica para Todos” como importante elemento de aprimoramento humano. Grupos de todas as idades e condições físicas mostram, em forma de coreografia, a sua forma de praticar a Ginástica para Todos.

O ideal da Gymnaestrada sintetiza-se na seguinte frase: “Os vencedores na Gymnaestrada são os participantes”

Os Objetivos da Ginástica para Todos

O objetivo da Ginástica para Todos é promover o lazer saudável, proporcionando bem estar físico, psíquico e social aos praticantes, favorecendo a performance coletiva, porém, respeitando as individualidades, em busca da autossuperação pessoal, sem qualquer tipo de limitação para a sua prática, seja quanto às possibilidades de execução, sexo ou idade, ou ainda quanto à utilização de elementos materiais, musicais e coreográficos, sempre sem fins competitivos.

Dentre os principais objetivos da Ginástica para Todos, podemos citar os seguintes:

  • Oportunizar a participação do maior número de pessoas em atividade físicas de lazer fundamentadas nas atividade gímnicas;
  • Integrar varias possibilidade de manifestações corporais às atividades gímnicas;
  • Oportunizar a autossuperação sociocultural entre os participantes ativos ou não;
  • Manter e desenvolver o bem estar físico e psíquico pessoal;
  • Promover uma melhor compreensão entre os indivíduos e os povos em geral;
  • Oportunizar a valorização do trabalho coletivo, sem deixar de valorizar a individualidade neste contexto;
  • Realizar eventos que proporcionem experiências de beleza estética a partir dos movimentos apresentados tanto aos participantes ativos quanto aos espectadores;
  • Desenvolver a cultura através das manifestações folclóricas;
  • Mostrar nos eventos as tendências da ginástica.

Exemplos de Atividades de Ginástica para Todos

Exercícios característicos da ginástica geral

Alguns exemplos ou exercícios de Ginástica para Todos são:

  • saltos;
  • estrelas;
  • rondadas;
  • piruetas;
  • rolamentos;
  • paradas de mão;
  • pontes;
  • formações;
  • pirâmides humanas;
  • malabares;
  • tecidos;
  • acrobacias;
  • contorcionismo;
  • equilibrismo.

Os Benefícios da Ginástica para Todos

Os benefícios da Ginástica para Todos são:

  • melhora a saúde;
  • melhora a condição física;
  • melhora a integração social;
  • despertando o interesse pessoal para a atividade física;
  • promovendo o bem estar físico e psicológico;
  • promove oportunidade de expressão;
  • estimula a criatividade.

Onde Praticar Ginástica para Todos na escola?

A Ginástica para Todos pode ser praticada em locais que tenham um espaço mínimo para realização dos movimentos, porém, devido ao risco de queda ou de movimentos que podem levar a lesões, é necessário um cuidado com a segurança, como a colocação de colchões ou tatames e o acompanhamento de um profissional de Educação Física.

Ginástica para Todos na BNCC da Educação Física

De acordo com a Base nacional Comum Curricular (BNCC), a Ginástica para Todos faz parte das práticas corporais de Ginástica (unidade temática ginástica), assim como a Ginástica de Conscientização Corporal e a Ginástica de Condicionamento Físico.

Ginástica para Todos na Escola: no 1º ao 2º ano do Ensino Fundamental (BNCC)

Objeto de Ensino

  • Ginástica para Todos

Habilidades de Ginástica no 1º ao 2º ano Ensino Fundamental:

  • Experimentar, fruir e identificar diferentes elementos básicos da ginástica (equilíbrios, saltos, giros, rotações, acrobacias, com e sem materiais) e da Ginástica para Todos, de forma individual e em pequenos grupos, adotando procedimentos de segurança.
  • Planejar e utilizar estratégias para a execução de diferentes elementos básicos da ginástica e da Ginástica para Todos.
  • Participar da Ginástica para Todos, identificando as potencialidades e os limites do corpo, e respeitando as diferenças individuais e de desempenho corporal.
  • Descrever, por meio de múltiplas linguagens (corporal, oral, escrita e audiovisual), as características dos elementos básicos da ginástica e da Ginástica para Todos, identificando a presença desses elementos em distintas práticas corporais.

Ginástica para Todos na Escola no 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental (BNCC)

Objeto de Ensino

  • Ginástica para Todos (geral)

Habilidades de Ginástica no 3º ao 5º ano Ensino Fundamental:

  • Experimentar e fruir, de forma coletiva, combinações de diferentes elementos da Ginástica para Todos (equilíbrios, saltos, giros, rotações, acrobacias, com e sem materiais), propondo coreografias com diferentes temas do cotidiano.
  • Planejar e utilizar estratégias para resolver desafios na execução de elementos básicos de apresentações coletivas de Ginástica para Todos, reconhecendo as potencialidades e os limites do corpo e adotando procedimentos de segurança.

Ginástica para Todos na Escola: do 6º ao 9º e no Ensino Médio

Do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e no ensino médio a Ginástica para Todos tem como objetivo consolidar e ampliar as aprendizagens da Ginástica para Todos tematizadas no primeiro seguimento do ensino fundamental.


Conheça Nossos Canais

Youtube Dicas Educação Física Inscreva-se - Canal Dicas Educação Física

Instagram Dicas Educação Física Instagram Dicas Educação Física

Telegram Dicas Educação Física Canal no Telegram Dicas Educação Física


Ginástica para Todos na Prática

Veja abaixo algumas dicas de planos de aula de Ginástica para Todos para a Educação Física escolar.

Dimensões do conhecimento trabalhadas: conceitos, procedimentais e atitudinais.

1. Iniciar a aula com um aquecimento utilizando movimentos de equilíbrio; pedir para os alunos se equilibrarem em dois apoios, excetuando a posição convencional de dois pés. Em seguida, três apoios, um apoio, etc. A partir da quantidade de apoios solicitada pelo professor o aluno pode criar diferentes formas de se equilibrar.

2. Desenvolver atividades explorando os equilíbrios ginásticos. Pedir aos alunos que fiquem em posições de equilíbrio comuns, como: avião, vela, parada de mãos, entre outros. Para alguns equilíbrios mais complexos, pode-se abrir mão do auxílio do colega.

3. Com a utilização de colchonetes suspensos por bancos, propor exercícios de rolamento para frente (com as pernas flexionadas, com as pernas afastadas, com as pernas unidas e estendidas, passando por dentro de um arco), rolamento para trás, roda e parada de mão. O professor deve fazer as intervenções necessárias para facilitar a realização dos movimentos, com total segurança para os alunos.

4. Com a utilização de um banco, propor aos alunos que realizem saltos sobre o banco (transpondo-o), dando atenção especial para a postura e finalização. Na sequência dessa atividade, o professor deve desafiar os alunos a fazerem alguns saltos próprios da ginástica: grupado, com as pernas afastadas lateralmente, tesoura, com as pernas afastadas para frente e para trás, entre outros.

5. O professor pode, ainda, trabalhar elementos gímnicos como giros, ondas, saltitos, poses, etc., com o intuito de oferecer condições para os alunos explorarem suas possibilidades por meio dos movimentos ginásticos mais básicos. Essa atividade pode ser realizada a partir da brincadeira do “Siga o Mestre”, em que os alunos devem utilizar os elementos ginásticos vistos até aqui, ou outros, de acordo com a criatividade de cada um, tudo de uma forma lúdica.

6. Propor aos alunos a realização de combinações dos exercícios já realizados. Alguns exemplos podem ser:

  • uma corrida, um salto e uma pose;
  • corrida, giro, salto e pose;
  • corrida, salto, rolamento e pose;
  • saltito, salto, equilíbrio e pose.

7. Reunir os alunos para um feedback sobre o trabalhado até o momento. Como tarefa para a próxima aula, todos devem pesquisar sobre Ginástica para Todos ou Ginástica para Todos e trazer um conceito particular, que se formará após a pesquisa. Após o trabalho de pesquisa, cada aluno deve apresentar, oralmente, o seu conceito pesquisado sobre a Ginástica para Todos aos demais colegas. O professor pode conduzir as discussões sobre o assunto.

8. Desafiar os alunos, individualmente, a montarem uma série de ginástica, contando com três exercícios diferentes. Seguidamente, formar duplas e propor que unam suas séries já montadas anteriormente. Depois, juntar trios e seguir o mesmo procedimento. Cada trio deve demonstrar suas séries para a turma.

9. Promover uma conversa com os alunos, pedindo sugestões de materiais que poderiam ser usados para a montagem de séries de Ginástica para Todos. Dar o exemplo de guarda-chuvas coloridos, que podem transformar uma apresentação em algo muito atrativo.

10. Formar três ou quatro grupos com a turma, sendo que cada grupo escolhe um material (diferente dos convencionais da ginástica) para ser usado (o professor pode fazer um sorteio para ser mais democrático). O próximo passo será a escolha da música a ser usada. Auxiliar os alunos na montagem de uma apresentação de Ginástica para Todos, em que os grupos participarão juntos, cada qual com o seu material. A série deve ser montada alternando a execução de cada grupo, dentro de uma mesma coreografia. Depois de pronta a coreografia, o professor pode marcar uma data para apresentá-la a toda a escola.

Orientações para as Atividades práticas de Ginástica para Todos

  • Para a escolha da música, o professor deve orientar para que não seja uma música “da moda”, pois além de não ser apropriada para o ambiente escolar, a música deve transcender os modismos da indústria cultural, valorizando produções artísticas mais ricas. A emoção de uma apresentação de Ginástica para Todos é sentida não só pelos “olhos”, mas também pelos “ouvidos”, podemos entender a importância que a música representa para uma coreografia. Por esses motivos, é necessário se tomar muito cuidado na hora dessa definição.
  • Com relação ao vestuário, por se tratar de uma escola, onde o objetivo maior é a participação de todos, pode-se usar o próprio uniforme, realizando apenas algumas modificações no mesmo. Ou, ainda, estabelecer uma roupa fácil para todos, como calça e blusa preta, por exemplo. Essa escolha facilita a vida do professor e dos pais, além de diminuir os empecilhos para a participação de todos.
  • Algumas sugestões de formação podem ser trabalhadas com as crianças. Veja algumas dicas para facilitar o trabalho com a coreografia:

Formação para atividade de ginástica geral na escola

Mais Conteúdo de Ginástica na Escola

DICAS DE CURSOS ONLINE

  • Material de Educação Física
  • Educafit – Cursos de Educação Física Online
  • Cursos de Futsal Online
  • Cursos de Voleibol Online
  • Cursos de Futebol Online
  • Curso Preparatório para Concursos de Educação Física online
  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *