Pular para o conteúdo

Elementos da Ginástica Artística

COMPARTILHE!

Elementos da Ginástica Artística

Conheça as séries e elementos da Ginástica Artística. Entenda o que é uma série na Ginástica Artística e os elementos da Ginástica Artística.

O que é Série na Ginástica Artística?

As Séries na Ginástica Artística são exatamente os exercícios que os ginastas apresentam na competição.

A estrutura da série, ou seja, a ordem dos elementos que formaram a série, é chamada de “composição da série”.

Com base no grau de dificuldade e na qualidade da execução a série recebe uma pontuação.

O Código de Pontuação da da Ginástica Artística estabelece elementos obrigatórios que devem compor as séries para cada “Aparelho”.

Aparelhos da Ginástica Artística

Os aparelhos da Ginástica Artística são em um total de 10 (dez), sendo alguns aparelhos exclusivos da ginástica feminina e outros da ginástica masculina.

São seis aparelhos nas modalidades masculinas e quatro aparelhos nas modalidades femininas.

Há dois aparelhos, a mesa de salto e o solo, que são disputadas no feminino e no masculino.

Aparelhos da Ginástica no Feminino

Na competição feminina, as ginastas se apresentam em 4 (quatro) aparelhos:

  1. Barras assimétricas;
  2. Salto sobre a mesa;
  3. Solo;
  4. Trave de equilíbrio.

Aparelho da Ginástica no Masculino

Na competição masculina, os ginastas competem em 6 (seis) aparelhos:

  1. salto sobre a mesa;
  2. solo.
  3. Argolas;
  4. Barra fixa;
  5. Barras paralelas;
  6. Cavalo com alças.

Entrada e Saída de séria na Ginástica Artística

As séries na Ginástica Artística apresentam uma “entrada de série” e uma “saída de série”.

Entrada de Série na Ginástica Artística

Entrada de série na Ginástica Artística é a forma com que o ginasta ou a ginasta inicia a apresentação e o primeiro contato com o aparelho.

Dependendo do aparelho no qual a série é executada, a entrada pode ser realizada a partir de:

  • Impulsão do próprio atleta nos aparelho – no cavalo com alças e nas barras paralelas;
  • Ajuda do treinador – nas argolas e na barra fixa;
  • De um trampolim – nas barras assimétricas e na trave de equilíbrio;
  • Com uma corrida de aproximação – no salto sobre o cavalo.

Saída de Série na Ginástica Artística

A Saída de Série na Ginástica Artística é a forma com que o ginasta ou a ginástica finaliza a apresentação da série e término do contato com o aparelho.

A saída na Ginástica Artística também é chamada de “desmonte”.

O Código de Pontuação da Ginástica Artística apresenta exigências mínimas para os elementos que devem ser utilizados para a saída.

A aterrissagem é um movimento importante para avaliação da Saída na Ginástica Artística, ela é normalmente realizada sobre um “colchão de aterrissagem”.

Elementos da Ginástica Artística

Elementos da Ginástica Artística

Os elementos da Ginástica Artística são os movimentos feitos pelos atletas durante a apresentação da série nos aparelhos.

Um elemento pode ser qualquer movimento executado pelo ginasta que apresenta um valor de dificuldade definido, ou seja, que pode ser pontuado.

A descrição dos elementos e a caracterização da sua forma de execução são realizadas conforme o Código de Pontuação da modalidade.

Exemplo de elementos da Ginástica Artística:

  • Saltos mortais;
  • Piruetas;
  • Saltos de dança;
  • Equilíbrios.
  • Apoios.

Elemento Apoios na Ginástica Artísticas

Os Apoios na Ginástica Artística são elementos em que os ginastas executam uma posição sustentando o peso do corpo sobre um ponto de apoio. Normalmente o tronco e os cotovelos ficam acima do ponto de sustentação.

Tipos de Apoios da Ginástica Artística

  • De frente, de costas;
  • Pontes com variações de apoios;
  • Sentado, em pé;
  • Nos aparelhos;
  • Em diversas partes do corpo.

Os elementos em apoio mais utilizados principalmente em série nas Argolas, Barras (assimétricas, paralelas e fixa) e no Cavalo com alças.

Empunhadura na Ginástica Artística

As empunhaduras são as formas que o ginasta pode se segurar nos aparelhos utilizando as mãos, de maneira que se mantenha neles e executando diversos movimentos.

Nas provas de barra seja ela fixa, assimétricas e paralelas diversas empunhaduras podem ser utilizadas pelos ginastas, sendo que algumas delas são obrigatórias durante as séries.


Conheça Nossos Canais

Youtube Dicas Educação Física Inscreva-se - Canal Dicas Educação Física

Instagram Dicas Educação Física Instagram Dicas Educação Física

Telegram Dicas Educação Física Canal no Telegram Dicas Educação Física


Algumas formas de empunhaduras:

  • Cruzada;
  • Cubital;
  • Mista.

Importante: Nas provas de argolas e cavalo com alças, a empunhadura também é uma parte importante da interação do ginasta com o aparelho.

Equilíbrio na Ginástica Artística

O Equilíbrio na ginástica artística é um dos elementos fundamentais executados pelos ginastas que em apoios sobre um dos pés buscam estabilidade do corpo em uma posição, driblando a ação da gravidade.

Os equilíbrios podem ser executados na ponta do pé ou com a sola inteira no chão, porém a perna livre pode ficar em diversas angulações e posições.

Rotações na Ginástica Artística

As rotações são elementos realizados pelos ginastas que apresentam giro em algum dos eixos corporais.

Os saltos mortais são rotações sobre o eixo transversal do corpo que partem de uma impulsão.

Eles podem ser acompanhados de piruetas – rotações realizadas sobre o eixo longitudinal do corpo.

Saltos na Ginástica Artística

Os saltos na ginástica artística são movimentos em que o ginasta se desprende do aparelho através de um impulso com os pés e volta a ter contato com o ele sem que haja rotação do eixo transversal do corpo.

Os Saltitos na Ginástica Artística

Os saltitos são movimentos similares, porém diferenciam-se dos saltos por apresentarem uma altura e amplitude de movimento menores.

A posição do corpo e, principalmente, das pernas do ginasta durante os saltos determina a denominação específica desses elementos.

Onde acontece os Saltos na Ginástica Artística?

Os saltos na Ginástica Artística são elementos presentes nas séries do solo e da trave de equilíbrio.

Suspensão na Ginástica Artística

A suspensão na Ginástica Artística é um elemento onde o ginasta mantêm o corpo ou parte do corpo “suspenso” segurando um aparelho.

Posição na Ginástica Artística

Os elementos executados pelos ginastas são realizados em diferentes posições, dependendo do ângulo formado entre o tronco e as pernas do atleta e do centro de equilíbrio do corpo em relação aos membros superiores.

Elementos em apoio e suspensão são típicos da ginástica, além dos movimentos na posição estendida, grupada e carpada.

  • A posição estendida é quando o tronco e as coxas mantêm um ângulo de 180° e as pernas são mantidas alinhadas ao restante do corpo.
  • Na posição carpada, as pernas devem estar esticadas e a articulação do quadril, flexionada, com o tronco inclinado sobre as coxas.
  • A posição grupada é realizada com a aproximação das pernas flexionadas junto ao tronco.

Queda na Ginástica Artística

Na ginástica artística pode ocorrer queda do aparelho durante uma apresentação das séries.

As quedas comumente se dão por perda não proposital de contato com o aparelho, ou seja, o ginasta é obrigado a interromper sua rotina, e também por aterrissagens em que o atleta coloque as duas mãos ou encoste os joelhos no solo.

Toda vez que o ginasta sofre uma queda, consequentemente também sofre uma dedução de 1,0 ponto na nota de execução.

Após uma queda os ginastas têm 30s para retornar ao aparelho nas provas:

  • Barras;
  • Argolas;
  • Cavalo com alças.

Na trave de equilíbrio, a ginasta tem 10s para retomar a execução da série.

Largada e Retomada na Ginástica Artística

As largadas e retomadas na Ginástica Artística são movimentos realizados nas “Barras” em que o ginasta se desprende, ou seja, perde propositalmente o contato com as Barras, realizando um movimento de voo e em seguida retoma o contato com o aparelho.

As largadas e retomadas são obrigatórias nas provas de “Barra” e, nas séries das barras assimétricas, é essencial que o ginasta faça pelo menos, uma troca entre barras.

Combinações e Sequências na Ginástica Artística

Combinação na Ginástica Artística

Quando um ginasta realiza dois ou mais elementos em sequência e sem pausa durante o exercício, criando assim um novo elemento, acontece então uma combinação.

Sequência na Ginástica Artística

Para realizar sequências nas séries, poderão ser utilizados os elementos de ligação na transição entre elementos.

Importante: Em alguns aparelhos, sequências específicas recebem bonificação.

Movimentos Técnicos da Ginástica Artística

A ginástica artística apresenta movimentos acrobáticos variados, assim como piruetas e mortais. Alguns desses movimentos técnicos são:

  • Avião: movimento que demonstra equilíbrio do ginasta ao elevar uma perna para trás, deixando os braços abertos.
  • Flic-Flac: movimento típico para dar impulso ao corpo nas provas. O ginasta estica os braços para cima e se prepara para realizar a acrobacia.
  • Parafuso: o ginasta faz uma rotação em torno do próprio corpo no solo, sem utilizar as mãos.
  • Dos Santos (Duplo Twist Carpado): movimento que leva o nome da ginasta brasileira Daiane dos Santos, pois foi a primeira a apresentá-lo. Consiste em dois giros em torno do próprio corpo, seguido de dois mortais no ar, além de uma flexão no quadril.

Mais sobre Ginástica Artística

DICAS DE CURSOS ONLINE

  • Material de Educação Física
  • Educafit – Cursos de Educação Física Online
  • Cursos de Futsal Online
  • Cursos de Voleibol Online
  • Cursos de Futebol Online
  • Curso Preparatório para Concursos de Educação Física online
  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *