CAPOEIRA REGIONAL: HISTÓRIA, CARACTERÍSTICAS E GOLPES

By | abril 13, 2019

INTRODUÇÃO A CAPOEIRA REGIONAL

A Capoeira Regional é provavelmente a mais bem desenvolvida expressão cultural brasileira. É uma dança e arte marcial, é um jogo dançado, é uma luta dançada, que forma um espetáculo cheio de graça para quem está assistindo.

Os praticantes desta arte são incrivelmente ágeis e se destacam por sua capacidade de incorporar a Capoeira no dia a dia. Ela é como uma parte de sua rotina e sua cultura, de forma muito mais intensa do que qualquer outra arte marcial.

O QUE É CAPOEIRA REGIONAL?

A Capoeira Regional é uma forma de expressão que modernizou e catalogou muitos dos movimentos dos antigos capoeiristas.

Originalmente a Capoeira Regional tomou forma pelos esforços de Manoel dos Reis Machado, que veio a ser mundialmente conhecido como Mestre Bimba.

Ao combinar os conhecimentos de duas artes importantes para o seu povo, Mestre Bimba foi capaz de dar vida a um estilo que virou uma marca tradicional da Bahia.

Veja Também – Golpes de Capoeira

HISTÓRIA DA CAPOEIRA REGIONAL

No ano de 1890 devido a uma decisão política, todos os arquivos relacionados a época da escravidão no Brasil foram queimados e muito da história se perdeu.

Nessa época, Mestre Bimba já fazia um trabalho importante para preservar a cultura de seu povo e manter vivas as tradições passadas ao longo de gerações.

Esse esforço culminou na decisão de unir e resgatar conhecimentos de diferentes movimentos associados, principalmente a Capoeira Angola e o Batuque. Inicialmente  Mestre Bimba chamou a de “Luta Regional Baiana”, que era uma forma se fugir da perseguição a Capoeira.

Mestre Bimba dedicou sua vida a aperfeiçoar e transmitir seus conhecimentos daquela nova modalidade de Capoeira. Ela passou a ser chamada de Capoeira Regional e com o tempo passou a ter influência mundial.

Veja Também – Regras e Fundamentos da Capoeira

INSTRUMENTOS DA CAPOEIRA REGIONAL

Sem dúvidas a Capoeira é a arte marcial com a mais firme ligação entre seus movimentos e a música.

A Capoeira Regional foi desde sempre muito musicalizada e suas origens mais antigas na senzala sempre foram inspiradas nas danças e músicas africanas. Essa combinação é algo que não tem como ser desfeita, pois não existiria Capoeira sem a música.

Por isso, existe um conjunto de instrumentos que foram se tornando cada vez mais importantes para os praticantes e para a cultura da Capoeira Regional.

Veja Também – Origem e História da Capoeira

BERIMBAU

Sempre que se pensa em Capoeira se pensa em Berimbau, a verdade é que o instrumento nasceu há mais de 15.000 anos.

Ele já foi utilizado em diversas partes do mundo por povos que nunca se encontraram.

Mas para todos os efeitos, o Berimbau e a

Capoeira são um casamento perfeito, os sons produzidos por este instrumento são de uma musicalidade ímpar.

Eles se completam e combinam com perfeição na intensidade das rodas de Capoeira.

NOSSO CANAL E WHATSAPP

Canal Dicas Educação Física

WhatsApp Dicas Educação Física

Oportunidades em Educação Física

Apostila Educação Física Concursos
Cursos Online na Área de Educação Física

CAXIXI

O Caxixi foi uma contribuição provavelmente indígena, trata-se de um pequeno cesto com sementes dentro.

Seu som lembra muito os sons utilizados por diversas tribos em seus rituais de fertilidade.

ATABAQUE

O Atabaque veio direto da tradições africanas onde tem um importante papel no Candomblé. Na Capoeira Regional ele tem a função principal de marcar o ritmo.

PANDEIRO

Mais agudo que o Atabaque, o Pandeiro tem uma história rica ao redor do mundo.

O instrumento é de origem asiática, mas teve sua primeira popularização na europa, onde era utilizado para celebrar bodas.

Ele foi trazido para o Brasil pelos portugueses e depois foi adotado pelo samba e pela Capoeira Regional.

AGOGÔ

Sendo um instrumento de origem africana ele tem como principal função, criar um contraponto na melodia formada pelo Berimbau e pelo Atabaque.

Quando tocado sozinho não tem grande destaque, mas dentro da Capoeira Regional ele se torna parte de algo muito maior na música.

RECO-RECO

Não se sabe de onde surgiu esse instrumento, mas ele está presente em várias partes do mundo.

Onde quer que as pessoas se juntem para celebrar, sempre vai haver um instrumento derivado do Reco-Reco.

Para a Capoeira Regional ele trás uma variedade de vibrações que são únicas e que dão um sabor novo a cada música.

CARACTERÍSTICAS DA CAPOEIRA REGIONAL

A Capoeira Regional é conhecida e diferenciada por seu jogo rápido e alto, a maioria deles tem a execução baseada em giros e saltos. Eles são base para aplicação de golpes que são capazes de nocautear qualquer um que entrar despercebido. É nocauteado também, quem não sabe medir seu potencial de jogo e trocação com o adversário.

GOLPES DA CAPOEIRA REGIONAL

Capoeira Regional sua história, características, instrumentos e golpes.

Acompanhe abaixo, os golpes mais utilizados em rodas e ensinados pelos grupos que mantêm a tradição da Capoeira Regional.

  • Armada;
  • Queixada;
  • Meia lua de compasso;
  • Meia lua de frente;
  • Chapa de frente;
  • Chapa de costas;
  • Banda;
  • Banda trancada;
  • Tesoura;
  • Martelo;
  • Martelo cruzado;
  • Aú;

VÍDEO: MOTIVOS E ORIGEM DA CAPOEIRA REGIONAL

Para complementar seus conhecimentos sobre a Capoeira Regional e Mestre Bimba recomendamos o vídeo abaixo.

CONCLUSÃO

A Capoeira Regional é o estilo de Capoeira que se consolidou como Arte Marcial através do grande Mestre Bimba. Seus movimentos rápidos e agressivos são sua grande característica.

Esperamos que tenha aprendido e tirado todas as suas dúvidas sobre a Capoeira Regional.

Compartilhe o artigo em suas redes sociais e ajude a expandir o nosso esporte, boa sorte e axé para todos!

  • 5
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × quatro =