Copa do Mundo de 1958: Primeira Conquista da Seleção Brasileira :)

By | 17/02/2018

Introdução: Copa do Mundo de 1958

Grandes seleções não conseguiram passar pela fase de grupos, deixando o caminho favorável ao Brasil. Com as pernas tortas de Garrincha e o brilhantismo de Pelé, a seleção brasileira iniciava um grande momento com a Copa do Mundo de 1958. Era o fim do “complexo de vira-lata”.

Copa do Mundo na Suécia

A Copa do Mundo de 58 foi realizada na Suécia entre os dias 8 e 29 de junho. Ao todo, 16 seleções foram classificadas e divididas em quatro grupos, cada um com quatro seleções.

Foi a primeira Copa do Mundo sem a presença de seu idealizador Jules Rimet, que havia falecido dois anos antes. Todos os jogos foram transmitidos pela TV, mas o Brasil ainda acompanhava pelo rádio as narrações das partidas.

Eliminações inesperadas nos jogos da Copa de 58

Com cinco atacantes, a Tchecoslováquia goleou a Argentina por 6 x 1 ainda na fase de grupos, despachando os argentinos para casa. Outra surpresa aconteceu na semifinal entre Suécia e Alemanha.

Em uma briga iniciada pelo jogador sueco em campo, apenas o jogador alemão foi expulso. O desfalque garantiu a vitória da Suécia por 3 x 1.

Seleção Brasileira de 1958

O Brasil contava com um grupo de jogadores notáveis: Didi (o “Príncipe Etíope”), Vavá, Djalma Santos, Zagallo, Garrincha, Pelé e vários outros craques. Mas por uma confusão, a numeração das camisas dos jogadores foi trocada.

Garrincha ficou com a 11, Zagallo com a 7, o goleiro Gilmar com a 3. Foi assim que Pelé conseguiu a camisa nº 10 da seleção, que eternizou sua marca.

Pelé e Garrincha fizeram história na Copa de 1958

Já no primeiro dia de competição, Brasil venceu a Áustria por 3 x 0. No jogo seguinte da seleção, contra a Inglaterra, houve empate em 0 x 0. Aliás, foi o primeiro empate sem gols da história das Copas do Mundo de Futebol.

Foi quando o técnico Vicente Feola decidiu apostar na dupla Garrincha e Pelé, jogadores reservas até então, na partida contra a União Soviética. Não poderia ter dado mais certo. A seleção venceu por 2 x 0 e consagrou uma das mais admiráveis formações que o Brasil teve até hoje.

Na sequência, a seleção brasileira venceu o País de Gales (1 x 0), partida em que Pelé tornou-se o jogador mais novo a marcar um gol na Copa do Mundo; e a semifinal contra a França (5 x 2).

NOSSO CANAL E WHATSAPP

Canal Dicas Educação Física

WhatsApp Dicas Educação Física

Oportunidades em Educação Física

Apostila Educação Física Concursos
Cursos Online na Área de Educação Física

Final da Copa do Mundo de 1958

O Brasil disputou a grande final contra a própria dona da casa, Suécia. Como a Suécia entrou em campo com sua camisa amarela, o Brasil precisou usar seu uniforme azul.

Os mais supersticiosos temiam que a falta da camisa amarela fosse um mau presságio para a seleção brasileira. Mas com gols de Vavá, Pelé e Zagallo, o Brasil conquistou, finalmente, seu primeiro título em Copa do Mundo.

Ao término da partida, uma goleada de 5 x 2, até mesmo os suecos aplaudiram a performance dos jogadores brasileiros. Pelé ganharia o título de “Rei do Futebol” desde então.

Primeiro título do Brasil em Copas do Mundo

O capitão Bellini foi o primeiro jogador a erguer a taça com as duas mãos, a pedido dos fotógrafos. Uma marca que se repetiria ao longo das Copas do Mundo com todos os grandes campeões.

Para o escritor e jornalista esportivo Nelson Rodrigues, a conquista do Mundial de 58 representava o fim do “complexo de vira-latas” que os brasileiros ainda nutriam pelas últimas derrotas nas Copas.

A taça do Mundo era finalmente nossa. A seleção brasileira foi recebida em casa com uma grande festa e os cumprimentos do presidente Juscelino Kubitschek.

Série Copas do Mundo

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

FIFA. 1958 FIFA World Cup Sweden. Disponível em: <http://www.fifa.

  • 54
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − nove =