Copa do Mundo de 1958: Primeira Conquista da Seleção Brasileira :)

By | 17/02/2018

Oportunidades em Educação Física

Apostila Educação Física Concursos
Cursos Online na Área de Educação Física


Introdução: Copa do Mundo de 1958

Grandes seleções não conseguiram passar pela fase de grupos, deixando o caminho favorável ao Brasil. Com as pernas tortas de Garrincha e o brilhantismo de Pelé, a seleção brasileira iniciava um grande momento com a Copa do Mundo de 1958. Era o fim do “complexo de vira-lata”.

Copa do Mundo na Suécia

A Copa do Mundo de 58 foi realizada na Suécia entre os dias 8 e 29 de junho. Ao todo, 16 seleções foram classificadas e divididas em quatro grupos, cada um com quatro seleções.

Foi a primeira Copa do Mundo sem a presença de seu idealizador Jules Rimet, que havia falecido dois anos antes. Todos os jogos foram transmitidos pela TV, mas o Brasil ainda acompanhava pelo rádio as narrações das partidas.

Eliminações inesperadas nos jogos da Copa de 58

Com cinco atacantes, a Tchecoslováquia goleou a Argentina por 6 x 1 ainda na fase de grupos, despachando os argentinos para casa. Outra surpresa aconteceu na semifinal entre Suécia e Alemanha.

Em uma briga iniciada pelo jogador sueco em campo, apenas o jogador alemão foi expulso. O desfalque garantiu a vitória da Suécia por 3 x 1.

Seleção Brasileira de 1958

O Brasil contava com um grupo de jogadores notáveis: Didi (o “Príncipe Etíope”), Vavá, Djalma Santos, Zagallo, Garrincha, Pelé e vários outros craques. Mas por uma confusão, a numeração das camisas dos jogadores foi trocada.

Garrincha ficou com a 11, Zagallo com a 7, o goleiro Gilmar com a 3. Foi assim que Pelé conseguiu a camisa nº 10 da seleção, que eternizou sua marca.

Pelé e Garrincha fizeram história na Copa de 1958

Já no primeiro dia de competição, Brasil venceu a Áustria por 3 x 0. No jogo seguinte da seleção, contra a Inglaterra, houve empate em 0 x 0. Aliás, foi o primeiro empate sem gols da história das Copas do Mundo de Futebol.

Foi quando o técnico Vicente Feola decidiu apostar na dupla Garrincha e Pelé, jogadores reservas até então, na partida contra a União Soviética. Não poderia ter dado mais certo. A seleção venceu por 2 x 0 e consagrou uma das mais admiráveis formações que o Brasil teve até hoje.

Na sequência, a seleção brasileira venceu o País de Gales (1 x 0), partida em que Pelé tornou-se o jogador mais novo a marcar um gol na Copa do Mundo; e a semifinal contra a França (5 x 2).

⇒ Melhore sua forma física em 17 dias!

Final da Copa do Mundo de 1958

O Brasil disputou a grande final contra a própria dona da casa, Suécia. Como a Suécia entrou em campo com sua camisa amarela, o Brasil precisou usar seu uniforme azul.

Os mais supersticiosos temiam que a falta da camisa amarela fosse um mau presságio para a seleção brasileira. Mas com gols de Vavá, Pelé e Zagallo, o Brasil conquistou, finalmente, seu primeiro título em Copa do Mundo.

Ao término da partida, uma goleada de 5 x 2, até mesmo os suecos aplaudiram a performance dos jogadores brasileiros. Pelé ganharia o título de “Rei do Futebol” desde então.

Primeiro título do Brasil em Copas do Mundo

O capitão Bellini foi o primeiro jogador a erguer a taça com as duas mãos, a pedido dos fotógrafos. Uma marca que se repetiria ao longo das Copas do Mundo com todos os grandes campeões.

Para o escritor e jornalista esportivo Nelson Rodrigues, a conquista do Mundial de 58 representava o fim do “complexo de vira-latas” que os brasileiros ainda nutriam pelas últimas derrotas nas Copas.

A taça do Mundo era finalmente nossa. A seleção brasileira foi recebida em casa com uma grande festa e os cumprimentos do presidente Juscelino Kubitschek.

Série Copas do Mundo

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

FIFA. 1958 FIFA World Cup Sweden. Disponível em: <http://www.fifa.

  • 54
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 13 =