Abordagem Cultural na Educação Física

By | 28/09/2017

Oportunidades em Educação Física

Apostila Educação Física Concursos
Cursos Online na Área de Educação Física


Introdução: Abordagem Cultural na Educação Física

A abordagem Cultural na Educação Física escolar ou Educação Física Cultura é uma concepção de Educação Física com bases no Multiculturalismo Crítico e nos Estudos Culturais. Um dos principais defensores da Educação Física Cultural é o professor Marcos Garcia Neira.  A abordagem cultural na Educação Física defende uma Educação Corporal Democrática, a partir da diversidade de conteúdos e promovendo a vivência, a ressignificação, o aprofundamento e a ampliação das práticas corporais e dos discursos embutidos nessas práticas.

 

A Cultura Corporal de Movimento

A Cultura Corporal de Movimento é uma parcela da Cultura mais ampla que está relacionada as práticas corporais, como os jogos, as brincadeiras, os esportes, as danças, as ginásticas e as lutas. A cultura nessa abordagem está relacionada a produção de significados a partir da práticas corporais, ou seja, jogando, brincando, praticando esportes, praticando ginásticas, dançando ou lutando nós estamos produzindo significados, estamos produzindo cultura.

 

Práticas Corporais na abordagem Cultural da Educação Física

As práticas corporais são culturais, por isso crianças de determinada região brincam de certas brincadeiras e crianças de outras regiões brincam de outras, por isso que certos esportes, danças e lutas são mais praticados e valorizados em alguns países e outros esportes, danças e lutas são mais valorizados em outros países. Nenhuma pratica corporal é melhor ou pior, é superior ou inferior, todas as praticas corporais possuem espaço dentro da abordagem cultural na Educação Física.

 

O Professor na Abordagem Cultural na Educação Física

O professor deve partir das práticas corporais da forma como elas acontecem na sociedade e ir organizando situações de ensino de forma que os alunos se apropriem e compreenderem os vários discursos relacionados aquela prática corporal e possam reorganizar e reconstruir aquelas práticas corporais. O professor deve fugir do senso comum, deve “subverter a ordem”, deve mostrar que existe outras formas de praticar aquela manifestação corporal, que existe outras interpretações e significados não hegemônicos relacionados aquela pratica corporal.

 

Planejamento na Abordagem Cultural na Educação Física

O planejamento na abordagem Cultural na Educação Física começa com um mapeamento do patrimônio cultural corporal da comunidade, ou seja, o professor deve conversar com os alunos, conhecer os espaços e recursos da escolas, pesquisar o entorno da escola, conversar com pessoas do entorno da escola e fazer uma articulação do patrimônio cultural corporal da comunidade com o projeto pedagógico da escola. O objetivo do mapeamento é selecionar os temas ( Brincadeiras, jogos, esportes, ginásticas, danças, lutas, ginásticas) que serão trabalhados nas aulas.

Objetivo da Educação Física Cultural

O objetivo da abordagem Cultural na Educação Física escolar é trabalhar diversos temas da cultura corporal, de várias perspectivas, de várias maneiras, ampliando a visão do aluno sobre aquela prática corporal, de forma que ele possa “ler” as manifestações da cultura corporal e reconstruí-las criticamente, a partir de uma visão ampliada e aprofundada sobre aquela prática corporal.

⇒ Melhore sua forma física em 17 dias!

Abordagem Cultural na Educação Física escolar: práticas corporais da cultura corporal de movimento na Educação Física

Conteúdos ou temas da Educação Física Cultural

Como já mencionamos, os conteúdos ou temas na abordagem cultural na Educação Física escolar são as práticas corporais, ou seja, as brincadeiras, os jogos, os esportes, as ginásticas, as danças, as lutas e as ginásticas. Não só as práticas corporais hegemônicas ou mais populares, mas uma ampla diversidade de práticas corporais, de forma contemplar uma educação corporal democratizada.

Avaliação da abordagem Educação Física Cultural

A avaliação dentro da abordagem Cultural na Educação Física escolar deve avaliar o aluno a partir dele mesmo, ou seja, qual era o entendimento e visão do aluno sobre determinada prática corporal e como ele ampliou sua visão e conhecimento sobre aquele tema no decorrer das aulas.

Alguns instrumentos de avaliação podem ser utilizados, como o registro por parte dos alunos das atividades e do que eles aprenderam, o registro por parte dos alunos de como eles viam aquele tema ou prática corporal trabalhado e como eles passaram a ver após as aulas, podem criar atividades relacionadas ao tema, podem produzir pequenos livros, revistas ou vídeos sobre o tema.

Plano de Aula Abordagem Cultural

Tema da cultura corporal: Jiu-jitsu (o tema deve partir do mapeamento do patrimônio cultural da comunidade e deve ter uma articulação com o projeto pedagógico da escola, no caso desse exemplo escolhemos o jiu-jitsu por esse uma pratica corporal pouco comum nas aulas de Educação Física)

Objetivos de aprendizagem: ampliação dos conhecimentos sobre a prática corporal do jiu-jitsu, sua história, seus golpes, seus rituais e suas graduações e problematização de questões relacionadas a prática do jiu-jitsu e das lutas em geral na escola e fora da escola.

Metodologia

A aula na abordagem cultural na Educação Física pode seguir alguns passos como:

  • Discussão sobre o tema: o que é jiu-jitsu? como e onde se pratica? É MMA? É UFC?
  • Pesquisa: ampliando os conhecimentos sobre o tema, pesquisando a história, os rituais, os golpes. Pode-se assistir vídeos, filmes, documentários sobre o tema.
  • Vivência: O alunos vivenciam o jiu-jitsu na prática, os golpes, as técnicas, as estratégias de forma global, valorizando a expressividade dos movimento e não o aprimoramento técnico.
  • Problematização: Algumas questões podem ser problematizadas, aprofundadas e ressignificadas. Como a participação das mulheres no jiu-jitsu, o jiu-jitsu e as lutas como temas da Educação Física, o respeito aos adversários durante a luta, a luta entre meninos e meninas, quando os meninos perdem para as meninas entre outras situações que podem ser problematizadas nas aulas.
  • Aprofundamento: Os alunos podem ser levados a visitar academias onde há aulas de jiu-jitsu, entrevistar professores ou atletas de jiu-jitsu, assistir palestras de professores ou atletas de jiu-jitsu na escola.

O tema escolhido por ser desenvolvido em várias ao longo de um bimestre ou trimestre.

Avaliação

Os alunos devem registrar de forma escrita ou por vídeo o que aprenderam nas aulas, o que é o jiu-jitsu, onde surgiu, seus golpes, rituais, a participação feminina no esporte, como eles viam essa pratica corporal antes das aulas e como eles passaram a ver depois das aulas, inclusive as questões relacionadas a participação das mulheres no jiu-jitsu, o jiu-jitsu na Educação Física escolar, o respeito aos adversários, etc.

  • 130
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 5 =