Abordagem Crítico Emancipatória na Educação Física

By | março 11, 2019

Introdução: Abordagem Crítico Emancipatória na Educação Física

Para começarmos a entender o que pretende a abordagem Crítico Emancipatória na Educação Física escolar, separamos duas citações do principal autor dessa abordagem, Elenor Kunz:

 

o esporte é atualmente um produto cultural altamente valorizado em todo o mundo, pelo menos no sentido econômico” (Kunz, 2001, p.23)

a prática esportiva deve ter significado de valores e normas que assegurem o direito á prática do esporte” (Kunz, 2001,p.72).

 

O que é a abordagem Crítico Emancipatória na Educação Física

A abordagem Crítico Emancipatória na Educação Física escolar é um proposta didático pedagógica da Educação Física com viés crítico, que questiona o caráter alienante existente nas aulas de Educação Física, baseadas na padronização das práticas esportivas. A abordagem propõe a libertação do aluno de uma visão unicamente individualista, competitiva e autoritária do esporte e dos jogos, transformando essa visão em uma visão pautada em valores e normas que assegurem a todos o direito a participação.

Objetivos da Abordagem Crítico Emancipatória na Educação Física

abordagem Crítico Emancipatória tem como objetivo ensinar através de atividades com movimento corporal, desenvolvendo competências como a autonomia, a competência social (interação social) e a competência objetiva (ler, interpretar e criticar a realidade através da linguagem), sendo o conteúdo principal do trabalho pedagógico da Educação Física Escolar o Movimento Humano (cultura de movimento).

Abordagem Crítico Emancipatória na Educação Física Escolar

Conceitos da Abordagem Crítico Emancipatória na Educação Física

A Transformação Didático Pedagógica do Esporte

A Transformação Didático Pedagógica do Esporte da abordagem crítico emancipatória na Educação Física é um ensino de libertação de falsas ilusões, de falsos interesses e desejos, criados e construídos nos alunos a partir de uma visão de mundo, que lhes é apresentada a partir de certos ‘conhecimentos’ fechados e padronizados que são colocados a disposição do aluno pelo contexto sociocultural onde ele vive.

Na visão colocada pela abordagem Crítico Emancipatória o aluno vem sendo ensinado no contexto cheio de ilusões e contradições que precisam ser desconstruídos, pois causam alienação, opressão e limitam uma crítica e emancipada da vida social.

Veja também – Abordagem Saúde Renovada

Trabalho, interação e linguagem na abordagem Crítico Emancipatória

O ensino na abordagem Crítico emancipatória na Educação Física escolar implica três aspectos:

  • Trabalho = Competência objetiva: Os alunos recebem informações e conhecimentos para vivenciar a prática o esportiva de forma mais ampla.

  • Interação = Competência social: Os alunos devem entender as relações no contexto social de forma mais ampla, entendendo os diferentes papeis sociais dos indivíduos.

  • Linguagem = Competência comunicativa: O alunos devem ser ensinados a ler, interpretar e criticar a realidade na sua relação com os esportes, se expressando verbalmente ou corporalmente.

As transcendências de limites na abordagem Crítico Emancipatória

  • Forma direta de transcender limites – é a participação dos alunos de forma bem sucedida deve ocorrer pela própria experiência manipulativa, ou seja, da vivência, das descobertas do aluno naquela prática esporte.

    NOSSO CANAL E WHATSAPP

    Canal Dicas Educação Física

    WhatsApp Dicas Educação Física

    Oportunidades em Educação Física

    Apostila Educação Física Concursos
    Cursos Online na Área de Educação Física
  • Forma aprendida de transcendência de limites – o aprendizado do aluno deve ser exposto por ele de forma clara, seja manifestado através da linguagem verbal ou pela linguagem dos movimentos (corporal).

  • Forma criativa ou inventiva de transcendência de limites – o aluno deve aprender a importância do questionar e perguntar sobre suas descobertas, sobre o que aprenderam e vivenciaram nas aulas, entendendo assim o significado cultural daquela prática.

Metodologia Abordagem Crítico Emancipatória na Educação Física

As características da abordagem Crítico Emancipatória na Educação Física envolve algumas estratégias metodológicas que podem ser usadas pelo professor de Educação Física na escola: descoberta, encenação ou vivência, problematização, ampliação, reconstrução coletiva do conhecimento.

Plano de Aula Abordagem Crítico Emancipatória na Educação Física Escolar

Plano de Aula Abordagem Crítico Emancipatória na Educação Física

Tema: Handebol

Objetivo: Ampliar as possibilidades de participação e prática do Handebol

Metodologia da aula

Descoberta: Os alunos conhecem as regras e habilidades básicas para participação em um jogo de Handebol

Vivência: A turma será dividida em duas equipes, o objetivo é que a equipe que estiver com a posse de bola tenha que trocar dez passes ininterruptos entre si, com objetivo de marcar um ponto.

Problematização: A maioria das vezes nem todos tocam na bola, o que fazer para que todos consigam participar da atividade?

Reconstrução Coletiva: Os alunos vão elaborar propostas para que a atividade tenha normas e valores que permitam a participação bem sucedida de todos os alunos.

Considerações Finais

A abordagem Crítico Emancipatória na Educação Física escolar é uma das opções que os professores de Educação Física podem lançar mão para fugir do modelo alienante do esporte competitivo. A abordagem Crítico Emancipatória visa trabalhar a autonomia dos alunos com uma metodologia que valoriza a criatividade e a linguagem sem deixar de lado o movimento humano através dos esportes e jogos como conteúdo principal.

Conheça a séria de posts do Dicas Educação Física sobre as abordagens pedagógicas da Educação Física escolar:

  • 146
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − quatro =